A hora é agora!

Quem quer realizar o sonho da casa própria pode encontrar o mercado mais propício

Após queda no preço médio no primeiro trimestre, mercado imobiliário tem sinais de recuperação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 31/07/2017 14:16 Augusto Pio /Estado de Minas
Reprodução/Internet/Bahia Extremo Sul

O mercado imobiliário em Minas Gerais vem apresentando sinais de reação positiva desde o início do ano. De acordo com dados divulgados pelo índice FipeZap, o primeiro trimestre de 2017 apresentou uma queda no preço médio de imóveis residenciais tanto para venda, quanto para aluguel. Para a franquia imobiliária internacional RE/MAX, presente em Minas, o aumento geral de negociações no início do primeiro semestre foi de 4% em número de unidades. Já em valor, o crescimento ficou abaixo dos 10%.

Embora tenha subido pelo terceiro mês consecutivo, acumulando uma alta de 0,47% no primeiro trimestre, o mercado de aluguel ainda está mais favorável para os locatários do que para os donos de imóveis, se forem levados em conta os últimos 12 meses encerrados em março deste ano. É que, segundo os dados apresentados, novamente os preços de locação subiram bem abaixo dos demais preços da economia, contabilizando uma queda real no índice em 6,76% nos últimos 12 meses.

Pedro Pote, diretor da Máster Franchising RE/MAX Minas Gerais, explica que a hora para quem quer comprar um imóvel é agora. “Acredito que os índices que o mercado tem apresentado são de oportunidades. O momento para quem quer investir e comprar um bom imóvel é esse, porque estamos com boas ofertas, bons produtos, além das boas perspectivas de um aquecimento natural do mercado imobiliário que é esperado.”

Diretor da Máster Franchising RE/MAX Minas Gerais, Pedro Pote diz que há grandes oportunidades para fechar o negócio  - Giovana Louise/Divulgação Diretor da Máster Franchising RE/MAX Minas Gerais, Pedro Pote diz que há grandes oportunidades para fechar o negócio
O diretor da RE/MAX Minas ressalta que, para aqueles que desejam partir para a locação, é recomendável uma boa conversa com o proprietário na hora de assinar um novo contrato. “Com o desaquecimento da economia, o desconto é mais garantido”, orienta. Segundo o índice divulgado, o comportamento dos preços médios de aluguel em Belo Horizonte em março teve uma variação de 0,54% e, nos últimos 12 meses, a mesma foi de -0,27%.

“Se é hora de comprar, logo é hora de vender”, garante Pedro. Com o slogan “Ninguém vende mais imóveis que a RE/MAX”, a franquia especializada em negociações imobiliárias registrou um aumento geral de 34% em número de negociações nesse primeiro período do ano em Minas Gerais, quando comparamos com período homólogo de 2016. De acordo com o levantamento da Máster Franchising, o aumento percentual das negociações de locação foi superior aos 34% registrados no caso das vendas de imóveis”, diz Pedro.

“Apesar da baixa liquidez e da pequena rentabilidade, os imóveis ainda constituem um porto seguro para o seu dinheiro. São uma estratégia para preservar suas economias dos períodos de alta inflação e de política do governo que prejudicam os investimentos em renda fixa. Aqui na RE/MAX nós procuramos sempre conscientizar as pessoas disso, portanto, elas devem prestar mais atenção nas oportunidades que a economia e o mercado dão e aproveitá-las de forma positiva, para futuros investimentos”, salienta o especialista.

Últimas Notícias

ver todas
07 de dezembro de 2017
06 de dezembro de 2017