Nômade

Arquitetura em movimento: restaurante itinerante em BH convida ao convívio com segurança

O Cozinha NoMad é uma proposta descomplicada que ressignifica conceitos. A cada edição, ocupa um espaço diferente na cidade e quebra velhos conceitos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 18/11/2020 13:50 / atualizado em 02/12/2020 16:55 Joana Gontijo /Lugar Certo
Gustavo Xavier/Divulgação

Desde o fim de outubro, o público de Belo Horizonte pode desfrutar de um ambiente diferenciado, no retorno ao convívio depois do hiato provocado pela quarentena. No restaurante itinerante Cozinha NoMad, a arquitetura e o design se somam à experiência do cliente. É uma iniciativa do grupo naSala, que prevê a ocupação de espaços tradicionais ou inusitados, ressignificando velhos preceitos, com novidades a cada temporada.

A edição inaugural segue até o fim do ano. A casa tem especialidade em peixes e frutos do mar, mas contempla outros paladares, com cardápio do chef Jorge Ferreira. Todo protocolo de segurança quanto ao coronavírus está respeitado. Com capacidade para 170 pessoas, a ideia é celebrar os encontros ao redor da mesa. A primeira parada do Cozinha NoMad é uma charmosa casa no Belvedere, em BH.

O ponto de partida para a composição assinada pelos arquitetos Lucas Lage e Barbara Sales foi, observando a proposta do restaurante de ser um projeto pontual no tempo, transmitir com o arranjo arquitetônico o cardápio idealizado e o lifestyle de um espaço descontraído, leve, despojado e aconchegante.

Como elemento principal, salta aos olhos o teto interno especificado em tecido para remeter a uma rede de pesca, como se flutuasse sobre a água do mar, em contraponto com o mobiliário em madeira e materiais naturais e rústicos, segundo os arquitetos.

"O tecido fluido, mimetizando o mar, cobre todo o teto do salão principal. A iluminação é sóbria e aconchegante, e os adornos remetem a antiguidades temáticas relacionadas à proposta do cardápio. Como é um projeto itinerante, a ideia foi justamente vincular o espaço ao menu desta edição, os pescados", diz Barbara. A intenção, conforme a arquiteta, é de que a leitura projetual nos pontos de grande impacto leve a esse sentido de fluidez, com o oceano em diálogo com elementos em pegada pop culture.

Gustavo Xavier/Divulgação

Gustavo Xavier/Divulgação

Estão distribuídas no ambiente mesas em tamanho generoso, que comportam bem até dez pessoas, dispostas de modo a manter o distanciamento entre os grupos de clientes, com setorização dos usos, áreas de permanência abertas e arejadas para as mesas. "Esta parte aberta foi especialmente trabalhada para atrair o público, permitindo o compartilhar de forma segura", acrescenta a arquiteta.

Gustavo Xavier/Divulgação

Gustavo Xavier/Divulgação

Todo o restaurante tem grandes corredores de circulação e visão para o jardim, além de lounges que permitem o afastamento necessário com a pandemia, sem atrapalhar a interação entre os ocupantes. "É um projeto de cenografia em que queremos inspirar o sentimento de liberdade através de um layout solto e flexível, sobrepondo materiais em camadas, cores neutras e claras nas partes superiores, descendo até o chão com tons mais chamativos e estampas diferentes", descreve Lucas.

Gustavo Xavier/Divulgação

O Cozinha NoMad teve tempo de projeto, montagem e execução de 30 dias. Não houve interferência estrutural ou obras na arquitetura original. A aplicação de materiais que podem ser desmontados e retirados facilmente reforça a noção de uma composição transitória e marcante. "Não seguimos um estilo arquitetônico em si. Foi um processo de criação por curadoria. Um tom despojado, simples de assimilar de que se trata de um ambiente itinerante, efêmero e atemporal. O pedido principal foi modelar a cenografia para transmitir essa ideia, do nômade", explica Lucas Lage.

Gustavo Xavier/Divulgação

Gustavo Xavier/Divulgação

A arquitetura e o design são valores agregados para um espaço montado exatamente para aquele momento, seja o tempo de existência do restaurante, ou o intervalo de permanência do cliente. "Queremos promover a experiência de um espaço diferente, que faz com que o cliente retorne em uma próxima oportunidade, com mesas e cadeiras com desenhos diferentes, elementos de decoração que são descobertos a cada olhar e que não se repetem pelo espaço", continua Lucas.

Gustavo Xavier/Divulgação

"A essência desse projeto nasce com todas as dúvidas explícitas já no nome. Não somos loucos, apesar da paixão por algumas loucuras. Somos inquietos e gostamos de fugir do lugar comum. Estamos sempre em busca do novo. Pode rasgar seus velhos conceitos para conhecer o NoMad", convida o CEO da naSala, Kiko Gravatá.

Gustavo Xavier/Divulgação

Cozinha NoMad
Até 31 de dezembro, na Avenida Celso POrfírio Machado, 1.520 - Belvedere
De quarta a sexta, de 18h às 22h
Sábado, de 12h às 22h
Domingo, de 12h às 20h
Reservas pelo whatsapp: (31) 3286.4705
Instagram: @cozinhanomad

Tags: Cozinha NoMad restaurante itinerante Belo Horizonte belvedere arquitetura decoração

Últimas Notícias

ver todas
04 de dezembro de 2020
02 de dezembro de 2020

No Lugar Certo você encontra o que procura