1.548 Apartamentos para alugar em Itapevi - SP

Refinar busca

Não conseguimos localizar apartamento com a combinação dos filtros "Imóvel" e "Cidade" em Itapevi - SP. Por isso, recomendamos imóveis semelhantes. Altere os filtros e refaça a busca.

1.548 Resultados semelhantes
Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Sala para alugar em R. Onze de Junho, Casa Branca, Santo André, SP valor de R$ 1.400,00 no Lugar Certo  13

Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Apartamento, 2 Quartos para alugar em R. do Centro, Vila Camilópolis, Santo André, SP valor de R$ 1.700,00 no Lugar Certo  15

Apartamento, 2 Quartos
R. do Centro, Vila Camilópolis, Santo André, SP

Excelente imóvel mobiliado localizado no bairro Vila Camilópolis com dois dormitórios sendo um com cama e móveis planejados, banheiro com box de vidro e gabinete, sala dois ambientes com mesa de quatro cadeiras, cozinha com móveis planejados, geladeira, microondas e fogão, área de serviço e uma vaga de garagem coberta. Ótima localização, próximo da Praça Maria Quitéria e Supermercado Nagumo. Venha conferir!<br><br>Origem e resgate histórico As primeiras ruas da então Vila Camilópolis surgiram nos anos 20, em 1925. O proprietário das terras era Camilo Pedutti, também loteador da Vila Metalúrgica. Ambas as localidades eram conhecidas por Vila Splendor. Como surgiu o nome? A denominação toponímica é uma auto-homenagem de Camilo. Como resultado disso, houve a junção de Camilo + polis (sufixo que em grego implica em "cidade do Camilo"). As informações são citadas por Iberê Luiz Di Tizio, em sua tese: "Santo André causa toponímica na denominação de seus bairros", apresentada à Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, da USP (Universidade de São Paulo), em 2009. Primeiros moradores e habitação A população responsável pelo povoamento do bairro Vila Camilópolis é composta por população proveniente de várias partes da região do ABC, assim como do Estado de São Paulo e do Brasil, objetivada a construir uma vida na localidade. Dados atuais A Vila Camilópolis conta com cerca de 17.505 habitantes, segundo dados colhidos pelo do anuário de 2015, realizado pela Prefeitura de Santo André, com base em informações do ano de 2014. O levantamento realizado pela prefeitura apurou resultados socioeconômicos e populacionais sobre os bairros da cidade, num material extenso com informações diversas sobre as localidades. Do índice populacional (17.505 habitantes), observe as informações: " Cerca de 9.242 habitantes se referem à população feminina na localidade; " Cerca de 8.263 habitantes correspondem à população masculina na localidade; Além disso, a Vila Camilópolis conta com cerca de 5.740 domicílios particulares permanentes ocupados, como cita o documento elaborado pela Prefeitura Municipal de Santo André. Quanto às informações socioeconômicas colhidas no documento, a renda mensal média familiar (per capita) é de R$ 1.393,92. Lembrando que o valor é obtido por meio da quantidade do rendimento individual de cada membro da família e, dessa forma, o resultado é dividido pela quantidade de todos os moradores da casa (com ou sem renda). O anuário elaborado pela Prefeitura de Santo André ainda aponta as faixas etárias com os maiores índices populacionais observados, conforme os dados colhidos: " Cerca de 2.973 habitantes (grupo de pessoas entre 20 a 29 anos); " Cerca de 2.790 habitantes (grupo de pessoas com 60 anos ou mais); " Cerca de 2.773 habitantes (grupo de pessoas entre 30 a 39 anos); " Cer...<br><br> *** Vide referências em www.colonia.com.br/referencias/bairros


Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Galpão para alugar em Av. Lauro Gomes, Jardim Bom Pastor, Santo André, SP valor de R$ 50.000,00 no Lugar Certo  15


Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Loja para alugar em Av. Artur de Queirós, Casa Branca, Santo André, SP valor de R$ 1.500,00 no Lugar Certo  5

Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Sala para alugar em Av. Goiás, Barcelona, São Caetano do Sul, SP valor de R$ 4.000,00 no Lugar Certo  21

Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Casa, 2 Quartos para alugar em R. Carijos, Vila Alzira, Santo André, SP valor de R$ 1.500,00 no Lugar Certo  15

Casa, 2 Quartos
R. Carijos, Vila Alzira, Santo André, SP

Imóvel com 2 Dormitório, sala, Cozinha, Banheiros e Área de serviço, excelente localização proximo de hospitais,escolas,SNAI, Centro de Distribuição dos Correios, Clube Aramaçan.e parque Ipiranguinha.<br><br>Origem e resgate histórico O bairro Vila Alzira passou pelos primeiros loteamentos ainda no início do século 20, embora a localidade, efetivamente, tenha nascido em 1963. Assim como a Vila Assunção, a Vila Alzira era chamada no passado por bairro Ipiranguinha, por conta da fábrica de mesmo nome, que era uma tecelagem. As informações são citadas por Iberê Luiz Di Tizio, em sua tese ¿Santo André causa toponímica na denominação de seus bairros¿, apresentada à Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP (Universidade de São Paulo), em 2009. Como surgiu o nome? Alzira era o nome da filha do coronel Seabra, sogro de Agenor de Camargo, o primeiro loteador do bairro, que obteve as terras por conta do matrimônio com a moça. Dessa forma, a denominação da localidade foi uma homenagem de Agenor a sua mulehr. Primeiros moradores e habitação Os primeiros habitantes do bairro eram compostos por operários da fábrica e, dessa forma, se estabeleceram no local. A maioria da população era imigrante de origem italiana. Vale pontuar que a urbanização do bairro ocorreu de forma acelerada ao longo do século 20. Dados atuais O bairro Vila Alzira conta com 7.800 habitantes, segundo dados obtidos pelo anuário de 2015, realizado pela Prefeitura de Santo André, com base em informações colhidas no ano de 2014. O levantamento apurou informações socioeconômicas e populacionais sobre os bairros da cidade do ABC. No caso da Vila Alzira, desse índice, cerca de 4.111 habitantes correspondem à população feminina, bem como, 3.689 habitantes correspondem à população masculina residente na localidade. Além disso, o bairro conta com cerca de 2.745 domicílios permanentes, aponta o levantamento. Quanto às informações socioeconômicas obtidas no estudo, vale destacar que a renda mensal média familiar (per capita) é de R$ R$ 1.515,67. Lembrando que o valor é obtido por meio da quantidade do rendimento individual de cada membro da família e, dessa forma, o resultado é dividido pela quantidade de todos os moradores da casa. Além dessas informações, o anuário ainda revela as faixas etárias predominantes no bairro Vila Alzira e respectivos índices populacionais. Observe abaixo as informações divulgadas no anuário: ¿ 1.340 habitantes (grupo de pessoas com 60 anos ou mais); ¿ 1.275 habitantes (grupo de pessoas entre 20 a 29 anos); ¿ 1.271 habitantes (grupo de pessoas entre 30 a 39 anos); ¿ 1.131 habitantes (grupo de pessoas entre 40 a 49 anos); ¿ 989 habitantes (grupo de pessoas entre 50 a 59 anos); As demais faixas etárias observadas no estudo são as seguintes: ¿ 494 habitantes (grupo de pessoas entre 15 a 19 anos); ¿ 481 habitantes (grupo de pessoas entre 10 a ...<br><br> *** Vide referências em www.colonia.com.br/referencias/bairros


Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Sala para alugar em R. Gertrudes de Lima, Centro, Santo André, SP valor de R$ 1.800,00 no Lugar Certo  7

Sala
R. Gertrudes de Lima, Centro, Santo André, SP

Sala com 118m² de área util, banheiro privativo, ótima localização, condominio excelente, alta segurança e especializado em empresas. Agende sua visita!!<br><br>Origem e resgate histórico Como na história e origem de muitas cidades, o povoamento pode surgir por meio de vários fatores: ao redor de uma fábrica, fazenda, praça ou de uma estação de trem, como ocorreu, justamente, no Centro de Santo André. Os aspectos históricos da região estão intimamente ligados às primeiras habitações que surgiram nos arredores da estação ferroviária da São Paulo Railway, no caso, a estação de São Bernardo. Esses acontecimentos sucederam de 1867 ao final do século 19. Nesse período, a região central de Santo André ganhava forma e, depois, se tornou um distrito importante da então cidade de São Bernardo. Como surgiu o nome? A partir da primeira década do século 20, a área que hoje compreende o Centro receberia o nome de Distrito de Santo André, integrante do município de São Bernardo. Com a emancipação da cidade, no final dos anos 30, essa região se tornou o Centro do município recém-criado e uma das localidades mais importantes e geradoras de renda e emprego da região. Dessa forma, surgiu a denominação atual. Primeiros moradores e habitação Por volta do final do século 19, as primeiras áreas ao redor da estação ferroviária de São Bernardo começaram a ser povoadas. O Centro, o então bairro da estação, era um caminho de fácil acesso a pontos importantes para a mobilidade na época, como a estrada do Oratório e o Caminho do Pilar, segundo Ademir Medici, autor da obra "Migração, Urbanismo e Cidadania: a história de Santo André contada por seus personagens". As primeiras ruas do bairro, que nasceu às margens da ferrovia, dividiam espaço entre casas e pequenas instalações fabris, especialmente, a partir de 1912. Loteamentos no bairro No século 20, o território que hoje abriga o Centro ganharia o loteamento da Vila Flaquer, o que favoreceu o povoamento local e, consequentemente, a expansão do bairro. Dessa forma, em 1912, verificou-se o surgimento do primeiro conglomerado habitacional operário da região, o que atraiu populações interessadas em se estabelecer naquelas terras. Ainda hoje o Centro da cidade é um espaço dinâmico, repleto de comércio popular diverso, com presença de grandes redes do varejo, mas também abriga imóveis residenciais. Dados atuais Com renda média familiar per capita em torno de R$ 4.017,33, entre as mais altas da cidade, o Centro tem população estimada em 3.788. Desses índices, o bairro conta com cerca de 2.053 mulheres e, no caso, aproximadamente 1.735 homens entre os índices populacionais. Os dados fazem parte do Anuário de 2015, da Prefeitura de Santo André, com base em informações coletadas no ano de 2014. Ainda sobre o perfil populacional abordado no estudo municipal, em relação à escolaridade, a maior parte dos hab...<br><br> *** Vide referências em www.colonia.com.br/referencias/bairros


Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Casa para alugar em Al. São Caetano, Jardim, Santo André, SP valor de R$ 5.800,00 no Lugar Certo  12

Casa
Al. São Caetano, Jardim, Santo André, SP

Excelente casa comercial, pérfeita para consultorios, salas bem dividas com banheiros, possui excelente acabamento e tambem possui vagas no recuo, agende sua visita!<br><br>Origem e resgate histórico Criado em 1925, o Jardim é um dos bairros mais antigos e tradicionais de Santo André. O território surgiu com o objetivo de atrair a parcela com maior nível de escolaridade na época, como funcionários graduados das fábricas e empresas nos arredores, como Black & Decker, Rhodia, Armco e Nordon, por exemplo. Além disso, o bairro Jardim foi uma das primeiras configurações de planejamento urbano da cidade. As informações são citadas na obra de Ademir Medici, "Migração, Urbanismo e Cidadania: a história de Santo André contada por seus personagens". Como surgiu o nome? O bairro foi parcialmente inspirado no conceito urbanístico de Ebenezer Howard, no caso, o criador do termo Cidade Jardim (Garden City), do final do século 19. A ideia de Howard, basicamente, consiste em estabelecer núcleos urbanos e residências em meio à natureza, com qualidade de vida e próximos à região central da cidade. Dessa forma, justifica-se a escolha da denominação "Jardim" para o bairro de Santo André, pois foi inspirado nesse conceito. Primeiros moradores e habitação Os primeiros moradores da localidade, como citado anteriormente, eram funcionários das fábricas com alto grau de escolaridade, além de suas famílias. As áreas loteadas traziam residências ocupadas por engenheiros técnicos e supervisores de empresas como Black & Decker e Rhodia, dentre os quais alguns estrangeiros. Além do bairro Jardim, Utinga e Campestre eram denominadas como "habitação burguesa" pela própria empresa responsável pela comercialização dos lotes. Os dados constam no livro de Medici. E das recordações do bairro, a obra ainda relata as antigas festas juninas que integravam as pessoas nas ruas "calmas e tranquilas", conforme depoimento de alguns moradores. Loteamentos no bairro Nos anos 20, os loteadores, no caso a Família Pujol - que viabilizou outros loteamentos de bairros em Santo André -, buscou oferecer planejamento urbano para os futuros moradores. A população acompanhou o surgimento da avenida Industrial, que abrigaria essas fábricas e ainda hoje representa uma das vias mais importantes da cidade. Dados atuais O bairro Jardim tem população estimada em mais de 8.405 habitantes. Desse total, 3.937 correspondem aos homens e 4.467 é o índice aproximado de mulheres residentes no bairro. As informações fazem parte do Anuário 2015 da Prefeitura de Santo André, e as informações são baseadas em dados de 2014. O bairro Jardim tem maior predominância de população idosa, com mais de 1.753 habitantes com 60 anos ou mais. Na sequência, as faixas etárias com maior índice populacional são as seguintes: " De 30 a 39 anos: 1.296 habitantes; &quot...<br><br> *** Vide referências em www.colonia.com.br/referencias/bairros


Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Sala para alugar em R. Jurubatuba, Centro, São Bernardo do Campo, SP valor de R$ 1.400,00 no Lugar Certo  20

Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Sala para alugar em R. Santo André, Centro, Santo André, SP valor de R$ 3.400,00 no Lugar Certo  11

Sala
R. Santo André, Centro, Santo André, SP

Excelente Sala Comercial no Centro de Santo André, prédio novo com toda estrutura de ultima geração, área de lazer contendo churrasqueira e salão de festas na cobertura. Oportunidade!!!<br><br>Origem e resgate histórico Como na história e origem de muitas cidades, o povoamento pode surgir por meio de vários fatores: ao redor de uma fábrica, fazenda, praça ou de uma estação de trem, como ocorreu, justamente, no Centro de Santo André. Os aspectos históricos da região estão intimamente ligados às primeiras habitações que surgiram nos arredores da estação ferroviária da São Paulo Railway, no caso, a estação de São Bernardo. Esses acontecimentos sucederam de 1867 ao final do século 19. Nesse período, a região central de Santo André ganhava forma e, depois, se tornou um distrito importante da então cidade de São Bernardo. Como surgiu o nome? A partir da primeira década do século 20, a área que hoje compreende o Centro receberia o nome de Distrito de Santo André, integrante do município de São Bernardo. Com a emancipação da cidade, no final dos anos 30, essa região se tornou o Centro do município recém-criado e uma das localidades mais importantes e geradoras de renda e emprego da região. Dessa forma, surgiu a denominação atual. Primeiros moradores e habitação Por volta do final do século 19, as primeiras áreas ao redor da estação ferroviária de São Bernardo começaram a ser povoadas. O Centro, o então bairro da estação, era um caminho de fácil acesso a pontos importantes para a mobilidade na época, como a estrada do Oratório e o Caminho do Pilar, segundo Ademir Medici, autor da obra "Migração, Urbanismo e Cidadania: a história de Santo André contada por seus personagens". As primeiras ruas do bairro, que nasceu às margens da ferrovia, dividiam espaço entre casas e pequenas instalações fabris, especialmente, a partir de 1912. Loteamentos no bairro No século 20, o território que hoje abriga o Centro ganharia o loteamento da Vila Flaquer, o que favoreceu o povoamento local e, consequentemente, a expansão do bairro. Dessa forma, em 1912, verificou-se o surgimento do primeiro conglomerado habitacional operário da região, o que atraiu populações interessadas em se estabelecer naquelas terras. Ainda hoje o Centro da cidade é um espaço dinâmico, repleto de comércio popular diverso, com presença de grandes redes do varejo, mas também abriga imóveis residenciais. Dados atuais Com renda média familiar per capita em torno de R$ 4.017,33, entre as mais altas da cidade, o Centro tem população estimada em 3.788. Desses índices, o bairro conta com cerca de 2.053 mulheres e, no caso, aproximadamente 1.735 homens entre os índices populacionais. Os dados fazem parte do Anuário de 2015, da Prefeitura de Santo André, com base em informações coletadas no ano de 2014. Ainda sobre o perfil populacional abordado no estudo municipal, em relação à esc...<br><br> *** Vide referências em www.colonia.com.br/referencias/bairros


Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Sala para alugar em R. Senador Fláquer, Centro, Santo André, SP valor de R$ 450,00 no Lugar Certo  5

Sala
R. Senador Fláquer, Centro, Santo André, SP

Excelente sala comercial, ampla e com 1 WC. Localizada no coração de Santo André, próximo ao calçadão Oliveira Lima com lojas e restaurantes, Padaria Central, bancos, academias, escolas, fácil acesso ao transporte público (trólebus, ônibus e trem). Ligue e Agende sua visita. "Nunca é tarde para ter um novo objetivo ou sonhar um sonho novo." C.S.Lewis<br><br>Origem e resgate histórico Como na história e origem de muitas cidades, o povoamento pode surgir por meio de vários fatores: ao redor de uma fábrica, fazenda, praça ou de uma estação de trem, como ocorreu, justamente, no Centro de Santo André. Os aspectos históricos da região estão intimamente ligados às primeiras habitações que surgiram nos arredores da estação ferroviária da São Paulo Railway, no caso, a estação de São Bernardo. Esses acontecimentos sucederam de 1867 ao final do século 19. Nesse período, a região central de Santo André ganhava forma e, depois, se tornou um distrito importante da então cidade de São Bernardo. Como surgiu o nome? A partir da primeira década do século 20, a área que hoje compreende o Centro receberia o nome de Distrito de Santo André, integrante do município de São Bernardo. Com a emancipação da cidade, no final dos anos 30, essa região se tornou o Centro do município recém-criado e uma das localidades mais importantes e geradoras de renda e emprego da região. Dessa forma, surgiu a denominação atual. Primeiros moradores e habitação Por volta do final do século 19, as primeiras áreas ao redor da estação ferroviária de São Bernardo começaram a ser povoadas. O Centro, o então bairro da estação, era um caminho de fácil acesso a pontos importantes para a mobilidade na época, como a estrada do Oratório e o Caminho do Pilar, segundo Ademir Medici, autor da obra "Migração, Urbanismo e Cidadania: a história de Santo André contada por seus personagens". As primeiras ruas do bairro, que nasceu às margens da ferrovia, dividiam espaço entre casas e pequenas instalações fabris, especialmente, a partir de 1912. Loteamentos no bairro No século 20, o território que hoje abriga o Centro ganharia o loteamento da Vila Flaquer, o que favoreceu o povoamento local e, consequentemente, a expansão do bairro. Dessa forma, em 1912, verificou-se o surgimento do primeiro conglomerado habitacional operário da região, o que atraiu populações interessadas em se estabelecer naquelas terras. Ainda hoje o Centro da cidade é um espaço dinâmico, repleto de comércio popular diverso, com presença de grandes redes do varejo, mas também abriga imóveis residenciais. Dados atuais Com renda média familiar per capita em torno de R$ 4.017,33, entre as mais altas da cidade, o Centro tem população estimada em 3.788. Desses índices, o bairro conta com cerca de 2.053 mulheres e, no caso, aproximadamente 1.735 homens entre os índices populacionais. Os dados fazem parte do Anuário de 2...<br><br> *** Vide referências em www.colonia.com.br/referencias/bairros


Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Apartamento, 2 Quartos para alugar em R. Almirante Tamandaré, Centro, Santo André, SP valor de R$ 2.700,00 no Lugar Certo  15

Apartamento, 2 Quartos
R. Almirante Tamandaré, Centro, Santo André, SP

EXCELENTE APT COM 2 DORMITÓRIOS, SENDO 1 SUÍTE, VARANDA GOURMET, COZINHA COM PLANEJADOS, E 2 VAGAS DE GARAGEM. AGENDE SUA VISITA!<br><br>Origem e resgate histórico Como na história e origem de muitas cidades, o povoamento pode surgir por meio de vários fatores: ao redor de uma fábrica, fazenda, praça ou de uma estação de trem, como ocorreu, justamente, no Centro de Santo André. Os aspectos históricos da região estão intimamente ligados às primeiras habitações que surgiram nos arredores da estação ferroviária da São Paulo Railway, no caso, a estação de São Bernardo. Esses acontecimentos sucederam de 1867 ao final do século 19. Nesse período, a região central de Santo André ganhava forma e, depois, se tornou um distrito importante da então cidade de São Bernardo. Como surgiu o nome? A partir da primeira década do século 20, a área que hoje compreende o Centro receberia o nome de Distrito de Santo André, integrante do município de São Bernardo. Com a emancipação da cidade, no final dos anos 30, essa região se tornou o Centro do município recém-criado e uma das localidades mais importantes e geradoras de renda e emprego da região. Dessa forma, surgiu a denominação atual. Primeiros moradores e habitação Por volta do final do século 19, as primeiras áreas ao redor da estação ferroviária de São Bernardo começaram a ser povoadas. O Centro, o então bairro da estação, era um caminho de fácil acesso a pontos importantes para a mobilidade na época, como a estrada do Oratório e o Caminho do Pilar, segundo Ademir Medici, autor da obra "Migração, Urbanismo e Cidadania: a história de Santo André contada por seus personagens". As primeiras ruas do bairro, que nasceu às margens da ferrovia, dividiam espaço entre casas e pequenas instalações fabris, especialmente, a partir de 1912. Loteamentos no bairro No século 20, o território que hoje abriga o Centro ganharia o loteamento da Vila Flaquer, o que favoreceu o povoamento local e, consequentemente, a expansão do bairro. Dessa forma, em 1912, verificou-se o surgimento do primeiro conglomerado habitacional operário da região, o que atraiu populações interessadas em se estabelecer naquelas terras. Ainda hoje o Centro da cidade é um espaço dinâmico, repleto de comércio popular diverso, com presença de grandes redes do varejo, mas também abriga imóveis residenciais. Dados atuais Com renda média familiar per capita em torno de R$ 4.017,33, entre as mais altas da cidade, o Centro tem população estimada em 3.788. Desses índices, o bairro conta com cerca de 2.053 mulheres e, no caso, aproximadamente 1.735 homens entre os índices populacionais. Os dados fazem parte do Anuário de 2015, da Prefeitura de Santo André, com base em informações coletadas no ano de 2014. Ainda sobre o perfil populacional abordado no estudo municipal, em relação à escolaridade, a maior parte dos habitantes do Centro tem ...<br><br> *** Vide referências em www.colonia.com.br/referencias/bairros


Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Sala para alugar em R. Gonçalo Fernandes, Jardim Bela Vista, Santo André, SP valor de R$ 800,00 no Lugar Certo  6

Sala
R. Gonçalo Fernandes, Jardim Bela Vista, Santo André, SP

Sala com localização privilegiada no bairro bela vista ,piso de madeira e pintura nova ,ambiente sofisticado , excelente iluminação natural, ventilação e vista panoramica. ¿Um diamante é um pedaço de carvão que saiu bem sob pressão¿ Anônimo<br><br>Origem e resgate histórico Os primeiros loteamentos e povoamento do bairro ocorreram por volta dos anos 40, precisamente no ano de 1948. Além disso, é importante ressaltar que por se tratar de uma região alta, habitualmente, a população local chamava o Jardim Bela Vista de Morro do Piolho. As informações são citadas por Iberê Luiz Di Tizio em sua tese intitulada "Santo André causa toponímica na denominação de seus bairros", apresentada à Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, no ano de 2009. Como surgiu o nome? Quanto a dados toponímicos, a origem do nome está ligada ao fato de se tratar de uma região a qual de onde pode ser ver uma "bela vista" da cidade do alto do bairro. Como mencionado anteriormente, se trata, de fato, de uma região alta. Primeiros moradores e habitação Os primeiros habitantes do Jardim Bela Vista cultivavam atividades como produção de tijolos e criação de porcos, até os anos 40. Aos domingos também era comum corridas de cavalos pelas ruas do bairro, que contavam com pouco movimentação, facilitando as atividades. Loteamentos no bairro Nos anos 40, os terrenos das chácaras Bastos e Suplicy deram origem aos primeiros loteamentos no bairro Jardim Bela Vista. Além disso, as terras, de modo geral, se localizavam próximas a estradas que seguiam para a estação de trem São Bernardo, um dos locais mais movimentados e importantes de toda região. O Jardim Bela Vista cresceu e, em 1947, surgiram as unidades administrativas da cidade de Santo André. As informações constam na obra de Ademir Medici, "Migração, Urbanismo e Cidadania: a história de Santo André contada por seus personagens." Já nos anos 70, o território se expandiu e adicionou territórios como o sítio Manoel José de Lima e partes das áreas do Jardim Paraíso. Dados atuais O rendimento médio familiar per capita é de R$ 4.017,33, um dos maiores entre os bairros de Santo André, de acordo com informações do Anuário de 2015, segundo informações do Anuário 2015 da Prefeitura de Santo André. .Lembrando que o cálculo é obtido pela soma total de rendimento por cada integrante da família e divisão desse total pela quantia de moradores na residência. O Jardim Bela Vista também conta com cerca de 2.958 domicílios. Além disso, em 2014, a população estimada do bairro era de 7.655 habitantes. Desse índice, as populações se dividem dessa forma: " Feminina: 4.149 habitantes; " Masculina: 3.506 habitantes; A faixa etária com maior quantidade de habitantes corresponde ao grupo com mais de 60 anos (1.719 pessoas). Confira abaixo outros dados, conforme o Anuário municipa...<br><br> *** Vide referências em www.colonia.com.br/referencias/bairros


Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Sala para alugar em Rua do Centro, Vila Camilópolis, Santo André, SP valor de R$ 1.500,00 no Lugar Certo  12

Sala
Rua do Centro, Vila Camilópolis, Santo André, SP

Sala em bom estado toda em piso frio, com possibilidade de serem interligadas ou com entradas separadas, 1 wc,possui um local para se fazer uma cozinha, próximo ao frangasso. Otima localização, proximo ao parque pignatario. <br><br>Origem e resgate histórico As primeiras ruas da então Vila Camilópolis surgiram nos anos 20, em 1925. O proprietário das terras era Camilo Pedutti, também loteador da Vila Metalúrgica. Ambas as localidades eram conhecidas por Vila Splendor. Como surgiu o nome? A denominação toponímica é uma auto-homenagem de Camilo. Como resultado disso, houve a junção de Camilo + polis (sufixo que em grego implica em "cidade do Camilo"). As informações são citadas por Iberê Luiz Di Tizio, em sua tese: "Santo André causa toponímica na denominação de seus bairros", apresentada à Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, da USP (Universidade de São Paulo), em 2009. Primeiros moradores e habitação A população responsável pelo povoamento do bairro Vila Camilópolis é composta por população proveniente de várias partes da região do ABC, assim como do Estado de São Paulo e do Brasil, objetivada a construir uma vida na localidade. Dados atuais A Vila Camilópolis conta com cerca de 17.505 habitantes, segundo dados colhidos pelo do anuário de 2015, realizado pela Prefeitura de Santo André, com base em informações do ano de 2014. O levantamento realizado pela prefeitura apurou resultados socioeconômicos e populacionais sobre os bairros da cidade, num material extenso com informações diversas sobre as localidades. Do índice populacional (17.505 habitantes), observe as informações: " Cerca de 9.242 habitantes se referem à população feminina na localidade; " Cerca de 8.263 habitantes correspondem à população masculina na localidade; Além disso, a Vila Camilópolis conta com cerca de 5.740 domicílios particulares permanentes ocupados, como cita o documento elaborado pela Prefeitura Municipal de Santo André. Quanto às informações socioeconômicas colhidas no documento, a renda mensal média familiar (per capita) é de R$ 1.393,92. Lembrando que o valor é obtido por meio da quantidade do rendimento individual de cada membro da família e, dessa forma, o resultado é dividido pela quantidade de todos os moradores da casa (com ou sem renda). O anuário elaborado pela Prefeitura de Santo André ainda aponta as faixas etárias com os maiores índices populacionais observados, conforme os dados colhidos: " Cerca de 2.973 habitantes (grupo de pessoas entre 20 a 29 anos); " Cerca de 2.790 habitantes (grupo de pessoas com 60 anos ou mais); " Cerca de 2.773 habitantes (grupo de pessoas entre 30 a 39 anos); " Cerca de 2.586 habitantes (grupo de pessoas entre 40 a 49 anos); As demais faixas etárias observadas: " Cerca de 2.335 habitantes (grupo de pessoas entre 50 a 59 anos); " Cer...<br><br> *** Vide referências em www.colonia.com.br/referencias/bairros


Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Lote para alugar em R. Rafael Correa Sampaio, Santa Paula, São Caetano do Sul, SP valor de R$ 4.000,00 no Lugar Certo

Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Apartamento, 2 Quartos para alugar em R. Princesa Maria Amélia, Nova Petrópolis, São Bernardo do Campo, SP valor de R$ 1.890,00 no Lugar Certo  11

Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Casa, 3 Quartos para alugar em Av. Dom Pedro II, Jardim, Santo André, SP valor de R$ 4.500,00 no Lugar Certo  25

Casa, 3 Quartos
Av. Dom Pedro II, Jardim, Santo André, SP

EXCELENTE CASA COMERCIAL!!! ÓTIMA LOCALIZAÇÃO!! Av.Dom Pedro II, Santo André/SP 1 recepção ampla com 1 banheiro acessível , 2 salas com 1 banheiro, parte superior possui 3 salas( 1 tendo armário) e 2 banheiros , 1 garagem com 1 banheiro e quintal lateral , tendo possibilidade de transformar em 1 sala. Venha conferir !!<br><br>Origem e resgate histórico Criado em 1925, o Jardim é um dos bairros mais antigos e tradicionais de Santo André. O território surgiu com o objetivo de atrair a parcela com maior nível de escolaridade na época, como funcionários graduados das fábricas e empresas nos arredores, como Black & Decker, Rhodia, Armco e Nordon, por exemplo. Além disso, o bairro Jardim foi uma das primeiras configurações de planejamento urbano da cidade. As informações são citadas na obra de Ademir Medici, "Migração, Urbanismo e Cidadania: a história de Santo André contada por seus personagens". Como surgiu o nome? O bairro foi parcialmente inspirado no conceito urbanístico de Ebenezer Howard, no caso, o criador do termo Cidade Jardim (Garden City), do final do século 19. A ideia de Howard, basicamente, consiste em estabelecer núcleos urbanos e residências em meio à natureza, com qualidade de vida e próximos à região central da cidade. Dessa forma, justifica-se a escolha da denominação "Jardim" para o bairro de Santo André, pois foi inspirado nesse conceito. Primeiros moradores e habitação Os primeiros moradores da localidade, como citado anteriormente, eram funcionários das fábricas com alto grau de escolaridade, além de suas famílias. As áreas loteadas traziam residências ocupadas por engenheiros técnicos e supervisores de empresas como Black & Decker e Rhodia, dentre os quais alguns estrangeiros. Além do bairro Jardim, Utinga e Campestre eram denominadas como "habitação burguesa" pela própria empresa responsável pela comercialização dos lotes. Os dados constam no livro de Medici. E das recordações do bairro, a obra ainda relata as antigas festas juninas que integravam as pessoas nas ruas "calmas e tranquilas", conforme depoimento de alguns moradores. Loteamentos no bairro Nos anos 20, os loteadores, no caso a Família Pujol - que viabilizou outros loteamentos de bairros em Santo André -, buscou oferecer planejamento urbano para os futuros moradores. A população acompanhou o surgimento da avenida Industrial, que abrigaria essas fábricas e ainda hoje representa uma das vias mais importantes da cidade. Dados atuais O bairro Jardim tem população estimada em mais de 8.405 habitantes. Desse total, 3.937 correspondem aos homens e 4.467 é o índice aproximado de mulheres residentes no bairro. As informações fazem parte do Anuário 2015 da Prefeitura de Santo André, e as informações são baseadas em dados de 2014. O bairro Jardim tem maior predominância de população idosa, com mais de 1.753 ha...<br><br> *** Vide referências em www.colonia.com.br/referencias/bairros


Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Apartamento, 2 Quartos para alugar em R. Tabaiares, Vila Santa Teresa, Santo André, SP valor de R$ 2.000,00 no Lugar Certo  25

Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Loja para alugar em Av. Piraporinha, Vila Nogueira, Diadema, SP valor de R$ 2.390,00 no Lugar Certo  4

Colonia Consultoria de Imóveis Ltda
Galpão para alugar em R. Giovanni di Balduccio, Vila Moraes, São Paulo, SP valor de R$ 4.500,00 no Lugar Certo  4